Cada Filme, Uma História: "Superman - O Filme"

30 JUN 2018
30 de Junho de 2018

Não importa se o filme favorito ganhou um Oscar – ou sequer disputou os prêmios mais cobiçados do cinema. O que vale, mesmo, é a marca que um filme deixa na alma.

O escolhido para a estrear a coluna Cada filme, uma história é Superman – o Filme (1978), um dos primeiros longas de qualidade sobre super-heróis, quando a tecnologia ainda era incapaz de materializar aventuras do calibre de Vingadores – Guerra Infinita.

 

A morte de Lois Lane

Retornar ao universo de Superman provoca em mim emoções ímpares. Uma delas, bem recente. Relembrei da trágica morte de Christopher Reeve em 2004, após saber do falecimento da canadense Margot Kidder – a Lois Lane - que nos deixou nesta semana aos 69 anos.


No meio da história, a jornalista do Planeta Diário, Lois Lane (Margot) sobe ao terraço do prédio, qunado é surpreendida pelo suave pouso do herói de capa vermelha, que a leva para um passeio cortando as nuvens.

Tudo isso ao som de Can You Read My Mind?, de Maureen McGoven.

 

Memórias do centro da cidade

Mesmo com 7 anos, me lembro perfeitamente quando fui levado pelos meus pais ao extinto cinema Comodoro (inaugurado em 1959) para curtir o filme... E poder testemunhar um herói dos quadrinhoas ganhar vida na telona foi como se eu fosse capaz de virar o próprio Superman e salvar o planeta das ameaças de Lex Luthor (Gene Hackman). Certamente, uma memória da época, quando filmes como esses eram raros.


Outra cena emblemática de Superman é a  que nosso herói usa todo o seu poder para reviver Lois Lane, após ela sofrer um acidente fatal de carro causado por um terremoto. Inconformado, ele deixa a atmosfera terrestre e faz com que o planeta gire de forma reversa. Lois vive novamente...


Superman – O Filme é um dos longas de aventura que me fazem refletir sobre como era divertido ser criança dos anos 70. Além disso, a produção de Richard Donner foi responsável por eternizar a parceria entre Christopher Reeve e Margot Kidder - atores que hoje nos deixam apenas com muita saudade.


Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!